Blog
About

10
views
0
recommends
+1 Recommend
1 collections
    0
    shares
      • Record: found
      • Abstract: found
      • Article: found
      Is Open Access

      Ocorrência de incêndios florestais no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, Goiás.

      , ,

      Ciência Florestal

      Universidad Federal de Santa Maria

      Read this article at

      ScienceOpenPublisher
      Bookmark
          There is no author summary for this article yet. Authors can add summaries to their articles on ScienceOpen to make them more accessible to a non-specialist audience.

          Abstract

          Esta pesquisa objetivou a análise da ocorrência de incêndios florestais no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (PNCV), GO, no período de 1992 a 2003. A metodologia utilizou mapas de focos de calor, dados dos relatórios de ocorrência de incêndios na Unidade de Conservação, entrevistas aos brigadistas e à comunidade do entorno. Com esses dados, foi possível analisar as causas e a freqüência de ocorrência de incêndios florestais, as áreas queimadas anualmente, os locais e épocas de incidência, o trabalho de prevenção e combate desenvolvido pelos brigadistas e a opinião da população em relação ao trabalho desenvolvido no Parque. Essas informações possibilitaram analisar as ocorrências de fogo no PNCV e alguns dados importantes sobre prevenção e combate aos incêndios. Os incêndios florestais no PNCV ocorreram praticamente em todos os anos, sendo que 1995 e 2002 foram os anos mais críticos. 88,2% dos incêndios florestais foram de origem criminosa, por negligência ou de causa desconhecida. A época em que mais ocorreram os incêndios foi a estação seca, sendo o pico o mês de agosto, seguido pelos meses de setembro e julho. As ações preventivas realizadas no PNCV são a construção de aceiros e a distribuição de cartazes educativos. A comunidade local salientou que falta estímulo à utilização de técnicas de substituição ao uso do fogo nas propriedades rurais e campanhas educativas de prevenção de incêndios florestais.

          Related collections

          Most cited references 2

          • Record: found
          • Abstract: found
          • Article: found
          Is Open Access

          INCÊNDIOS FLORESTAIS NO PARQUE NACIONAL DA SERRA DA CANASTRA: DESAFIOS PARA A CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE

          RESUMO A ocorrência de grandes incêndios florestais em Unidades de Conservação no Brasil pode ser considerada uma grave ameaça para a conservação da biodiversidade e manutenção de processos ecológicos. A propensão ao fogo no Parque Nacional da Serra da Canastra (PNSC), localizado no sul de Minas Gerais, caracterizado pela predominância de vegetação de campos nativos, juntamente com uma cultura de centenas de anos de utilização incorreta de queimadas para manejo agropecuário na região, têm ocasionado incêndios de difícil controle. Esta pesquisa teve como objetivo avaliar as ocorrências de incêndios florestais no Parque Nacional da Serra da Canastra e fornecer subsídios para redução desses índices. Consideramos que esta avaliação deve ter a conservação da biodiversidade como elemento principal de discussão sobre a melhor forma de manejo de fogo para a Unidade de Conservação. A coleta de dados foi feita através da avaliação dos relatórios de ocorrência de incêndios florestais disponíveis na Unidade no período de 1987 a 2001 e visitas de campo. Os resultados mostraram que a maior parte das causas de incêndios no Parque Nacional da Serra da Canastra (50%) é de origem humana, apesar do grande número de incêndios causados por raios (44%). Entre as causas humanas, a maior parte é criminosa, originada por incendiários (47%). Há uma elevada concentração de incêndios causados por raios na estação chuvosa e transição seca-chuva e uma concentração de incêndios de causa humana durante a estação seca, principalmente entre junho e outubro. No entanto, os incêndios de raio normalmente queimam pequenas áreas (menores de 500 ha), enquanto que os de causa humana são mais catastróficos, atingindo áreas maiores. Para a redução dos incêndios florestais no interior do Parque, é fundamental o controle do fogo através de ações de prevenção, pouco disseminadas na região, principalmente através de educação ambiental e isolamento de combustíveis (aceiros).
            Bookmark
            • Record: found
            • Abstract: not found
            • Article: not found

            Manejo de fogo em unidades de conservação do cerrado

              Bookmark

              Author and article information

              Journal
              Ciência Florestal
              Ciênc. Florest.
              Universidad Federal de Santa Maria
              1980-5098
              0103-9954
              August 24 2010
              June 30 2006
              : 16
              : 2
              : 153
              Article
              10.5902/198050981896
              © 2006

              Comments

              Comment on this article