22
views
0
recommends
+1 Recommend
1 collections
    0
    shares
      • Record: found
      • Abstract: found
      • Article: found
      Is Open Access

      CULTURA VISUAL E FALSIFICAÇÃO DE DINHEIRO: A TRAJETÓRIA DO FOTÓGRAFO VICTOR TELLES - 1861-1906 Translated title: VISUAL CULTURE AND MONEY FORGERY: THE TRAJECTORY OF THE PHOTOGRAPHER VICTOR TELLES - 1861-1906

      research-article

      Read this article at

      Bookmark
          There is no author summary for this article yet. Authors can add summaries to their articles on ScienceOpen to make them more accessible to a non-specialist audience.

          Abstract

          Resumo Este artigo discute a falsificação de dinheiro pelo viés da história pessoal de um de seus grandes ícones no século XIX: o fotógrafo Victor Telles. Para tanto, propõe-se um estudo da trajetória do português naturalizado brasileiro e seu envolvimento em acusações de falsificação de dinheiro no Brasil e em Portugal no final do século XIX. Propõe-se compreender a implicação de Victor Telles na falsificação de papel-moeda, tendo em vista a cultura visual vigente e as práticas fotográficas do período.

          Translated abstract

          Abstract This article discusses money forgery by addressing the personal trajectory of one of its main icons in the nineteenth century: the photographer Victor Telles. To do so, I begin by outlining an analysis of the photographer’s personal trajectory, who was born Portuguese and naturalized Brazilian, and his involvement in several charges of forgery both in Brazil and Portugal at the end of the nineteenth century. I aim to understand the implications of Victor Telles in the forgery crime, focusing on the prevailing visual culture at that time, as well as the photographic practices in the same context.

          Related collections

          Most cited references13

          • Record: found
          • Abstract: found
          • Article: found
          Is Open Access

          Fontes visuais, cultura visual, história visual: balanço provisório, propostas cautelares

          O objetivo do artigo é deslocar o interesse dos historiadores, das fontes visuais (iconografia, iconologia) para um tratamento mais abrangente da visualidade como uma dimensão importante da vida social e dos processos sociais. Após um rápido exame das contribuições trazidas para o estudo dos registros visuais e dos regimes visuais pela História da Arte, Antropologia Visual, Sociologia Visual e Estudos de Cultura Visual, o autor propõe algumas premissas para a consolidação de uma História Visual, concebida não como mais um feudo acadêmico, mas como uma conjunto de recursos operacionais para ampliar a consistência da pesquisa histórica em todos os seus domínios. The aim of this article is to displace the historian's focus on visual sources (iconography, iconology) into a more rewarding treatment of visuality as an important dimension of social life and historical processes. After a survey of contributions brought in by Art History, Visual Anthropology, Visual Sociology and Visual Culture Studies, concerning visual records and visual regimes, the author introduces a few prerequisites for a Visual History - intended not as a new academic feud, but as a set of strategic operational means of enhancing historical research in all its domains.
            Bookmark
            • Record: found
            • Abstract: not found
            • Article: not found

            O desafio de fazer história com imagens: arte e cultura visual

              Bookmark
              • Record: found
              • Abstract: found
              • Article: found
              Is Open Access

              Micro-história, macro-história: o que as variações de escala ajudam a pensar em um mundo globalizado

              Os cientistas sociais opõem atualmente a micro e a macro análise em termos de tópicos, desafios e estratégias da pesquisa. Nas décadas passadas, historiadores também debateram e compararam as vantagens da micro-história com versões diferentes da história do macro, a transnacional ou a global. Este ensaio sugere como alternativa colocar a atenção sobre a importância do princípio de variação das escalas da observação, em termos heurísticos e críticos. Esboça um modelo analítico que convida a pensar que é em todos os níveis, desde o mais local até o mais global, que os processos sócio-históricos são gravados. Só podem ser compreendidos, portanto, como resultantes de uma multiplicidade de determinações, projetos, obrigações, estratégias e táticas individuais e coletivas.
                Bookmark

                Author and article information

                Journal
                rh
                Revista de História (São Paulo)
                Rev. Hist. (São Paulo)
                Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Departamento de História (São Paulo, SP, Brazil )
                0034-8309
                2316-9141
                2020
                : 179
                : a09318
                Affiliations
                [1] Minas Gerais Minas Gerais orgnameUniversidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri Brazil
                Article
                S0034-83092020000100308 S0034-8309(20)00017900308
                10.11606/issn.2316-9141.rh.2020.148961
                00a68412-a365-4947-a94c-4bdf799b3a3f

                This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

                History
                : 14 August 2018
                : 03 April 2019
                Page count
                Figures: 0, Tables: 0, Equations: 0, References: 52, Pages: 0
                Product

                SciELO Brazil

                Categories
                Artigos

                Victor Telles,moedeiro falso,Photography,visual culture,money forgery,illegal money producer,Fotografia,cultura visual,falsificação de dinheiro

                Comments

                Comment on this article