45
views
0
recommends
+1 Recommend
1 collections
    0
    shares
      • Record: found
      • Abstract: found
      • Article: found
      Is Open Access

      Fatores associados à procura por serviços de saúde numa perspectiva relacional de gênero Translated title: Factors associated with the demand for health services from a gender-relational perspective

      research-article

      Read this article at

      Bookmark
          There is no author summary for this article yet. Authors can add summaries to their articles on ScienceOpen to make them more accessible to a non-specialist audience.

          Abstract

          Os valores da cultura masculina envolvem comportamentos de risco à saúde, sendo que a forma como os homens constroem e vivenciam a sua masculinidade torna-se uma das matrizes dos modos de adoecer e morrer. O objetivo deste estudo foi identificar os fatores associados à procura por serviços de saúde e diferenças entre os sexos, selecionando usuários de serviços de saúde, investigando como variável dependente o sexo do usuário (indicador cultural) e a não procura pelo serviço de saúde e variáveis independentes: características sóciodemográficas e clínico-epidemiológicas. Para a análise de associação entre variáveis empregou-se a Razão de Prevalência através de análises univariadas e multivariada. Os fatores associados à não procura por serviços de saúde foram: sexo masculino, horário de funcionamento das unidades de saúde, horário de trabalho do usuário e não possuir nenhuma doença. Pela análise multivariada, os fatores facilitadores da procura por serviços de saúde (proteção) foram: sexo feminino entre 26 e 49 anos de idade. É relevante a efetiva consolidação de um modelo de atenção à saúde que questiona a contradição existente entre os dados epidemiológicos quanto à saúde masculina e a posição dos serviços de saúde de permanecerem no senso comum da invulnerabilidade dos homens ao adoecimento.

          Translated abstract

          Male culture values involve risk behaviors to health, since the way men perceive and experience their masculinity is one of the most influential shapers of falling sick and dying. The scope of this study was to identify the factors associated with the demand for health services and differences between the sexes by selecting users of health services. The dependent variables were sex of the user (cultural indicator) and failure to seek out health services. Independent variables included socio-demographic and clinical-epidemiological characteristics. The Prevalence Ratio studied by univariate and multivariate analysis was used in the analysis of the association between variables. The factors associated with non-demand for health services included: being male, hours of operation of health care facilities, working hours of the user and not having any disease. By multivariate analysis the factors facilitating demand for health services (protection) were: being female aged 26 to 49 years. Effective consolidation of a health care model that questions the contradiction that exists between the epidemiological data regarding men's health and the position of the health services using common sense regarding the apparent invulnerability of men to falling sick is of great relevance.

          Related collections

          Most cited references49

          • Record: found
          • Abstract: found
          • Article: found
          Is Open Access

          Por que os homens buscam menos os serviços de saúde do que as mulheres? As explicações de homens com baixa escolaridade e homens com ensino superior

          O estudo tem como objetivo analisar as explicações presentes em discursos masculinos para a pouca procura dos homens por serviços de saúde. O método do estudo baseia-se numa abordagem de pesquisa qualitativa. A representação do cuidar como tarefa feminina, as questões relacionadas ao trabalho, a dificuldade de acesso aos serviços e a falta de unidades especificamente voltadas para a saúde do homem são os principais motivos expressos pelos sujeitos para a pouca procura pelos serviços de saúde. Conclui-se, dentre outros aspectos, que o imaginário social que vê o homem como ser invulnerável acaba contribuindo para que ele menos se cuide e mais se exponha a situações de risco.
            Bookmark
            • Record: found
            • Abstract: not found
            • Article: not found

            Estimativa 2008 – Incidência de Câncer no Brasil

              Bookmark
              • Record: found
              • Abstract: not found
              • Article: not found

              Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem: princípios e diretrizes

              (2008)
                Bookmark

                Author and article information

                Contributors
                Role: ND
                Role: ND
                Role: ND
                Role: ND
                Journal
                csc
                Ciência & Saúde Coletiva
                Ciênc. saúde coletiva
                ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Rio de Janeiro )
                1413-8123
                April 2014
                : 19
                : 4
                : 1263-1274
                Article
                S1413-81232014000401263
                10.1590/1413-81232014194.01242013
                24820609
                07474abb-a3ad-4689-bbd4-c954e1d65a19

                http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

                History
                Product

                SciELO Brazil

                Self URI (journal page): http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_serial&pid=1413-8123&lng=en
                Categories
                Health Policy & Services

                Public health
                Saúde masculina,Health policies,Gender,Men's health,Health services,Políticas de saúde,Gênero,Serviços de saúde

                Comments

                Comment on this article