39
views
0
recommends
+1 Recommend
1 collections
    1
    shares
      • Record: found
      • Abstract: found
      • Article: found
      Is Open Access

      Absentismo-doença na prefeitura municipal de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil Translated title: Ilness absenteeism in the municipal administration of Porto Alegre, Brazil

      research-article

      Read this article at

      Bookmark
          There is no author summary for this article yet. Authors can add summaries to their articles on ScienceOpen to make them more accessible to a non-specialist audience.

          Abstract

          OBJETIVO: O absentismo-doença é o principal motivo de afastamentos de servidores na Prefeitura de Porto Alegre, RS, Brasil. O objetivo deste estudo foi analisar as licenças para tratamento de saúde (LTS) concedidas a servidores da Prefeitura. METODOLOGIA: As informações foram fornecidas pela Gerência de Saúde do Servidor Municipal (GSSM). Foram analisadas LTS > 15 dias concedidas aos servidores no período de 1º de janeiro de 2004 a 31 de dezembro de 2005. RESULTADOS: As LTS > 15 dias concedidas no período somaram 14.779. Em 2004, foram concedidas 6.522 licenças a 1.963 servidores, a uma razão de 3,3 LTS por servidor; em 2005, a concessão foi de 8.257 LTS para 2.262 servidores, a uma razão de 3,6. Considerando uma significância de 5%, foi observada uma diferença entre as proporções de licenças > 15 dias concedidas em 2004 e em 2005. No período, foram perdidos 311.721 dias de trabalho. A taxa de absentismo-doença foi de 3,9% em 2004 e de 3,7% em 2005. Os transtornos mentais foram as doenças que mais afastaram os servidores, com uma proporção de 39,59%. A secretaria com maior índice de absentismo-doença no período foi a Secretaria Municipal de Esportes. CONCLUSÃO: O conhecimento destes dados poderá permitir uma ação mais efetiva na prevenção e no controle do absentismo-doença com o intuito de diminuir as taxas encontradas.

          Translated abstract

          OBJECTIVE: Absenteeism among civil servants of the municipality of Porto Alegre, southern Brazil, is mainly due to illness. The objective of this study was to assess sick leaves (SL) among municipal workers. Methodology: Information regarding SL was collected at the Health Management for Municipal Servants in the Municipal Department of Health in Porto Alegre. SL > 15 days granted between January 1, 2004 and December 31, 2005 were analyzed. RESULTS: A total of 14,779 SL > 15 days were granted in the period. In 2004, 1,963 workers received 6,522 SL, at a ratio of 3.3 SL per worker; in 2005, 2,262 workers were granted 8,257 SL, at a ratio of 3.6. Considering a significance of 5%, a difference was observed between the ratios of SL > 15 days granted in 2004 and in 2005. The number of lost work days amounted to 311,721. The rate of illness absenteeism among civil servants from the city administration of Porto Alegre was 3,9% in 2004 and 3.7% in 2005. Mental and behavioral disorders were the main causes for absenteeism (39.59%). The department with the highest sick leave rate in the period was the Sports Department. CONCLUSION: Knowledge of these data may contribute to more effective action in preventing and managing absenteeism, so as to decrease the observed rates.

          Related collections

          Most cited references49

          • Record: found
          • Abstract: not found
          • Article: not found

          Por um novo conceito de saúde

            Bookmark
            • Record: found
            • Abstract: found
            • Article: found
            Is Open Access

            Fatores relacionados ao absenteísmo por doença em profissionais de enfermagem

            OBJETIVO: Analisar os afastamentos de curta duração de profissionais de enfermagem de um hospital universitário. MÉTODOS: A população estudada foi de 965 profissionais de enfermagem de um hospital universitário e que estavam em atividade em 1º de janeiro de 2000.Foram analisados afastamentos do trabalho desse grupo por até 30 dias em um ano civil. Foi feita a descrição dos afastamentos por doença (agregados em um ano), da demanda pelo serviço e dos diagnósticos. Por meio de análise multivariável foi estimado o risco relativo utilizando a distribuição de erro binomial negativa. RESULTADOS: Cerca de 65% dos trabalhadores geraram 1.988 consultas, das quais 68,6% resultaram em afastamento do trabalho. Os grupos com maior demanda foram técnicos de enfermagem, mulheres e estatutários (OR=1,61; 1,47; 1,53 respectivamente). Os diagnósticos mais freqüentes foram os relacionados ao aparelho respiratório. Para afastamentos, não foram encontradas diferenças para gênero e idade. Pelo menos um afastamento foi concedido a 57,6% da população, o que corresponde a 87,8% dos trabalhadores atendidos. Estes geraram um total de 1.364 afastamentos, 1,41 por trabalhador e 5.279 dias perdidos. A análise multivariável, ao considerar separadamente os sexos, mostrou efeito apenas do vínculo empregatício (RR=1,45 e RR=2,43) para mulheres e homens. CONCLUSÕES: Existe relação entre afastamento e vínculo empregatício. Faz-se necessário incluir outras variáveis, como tempo na empresa, turno e carga reprodutiva, em futuras pesquisas.
              Bookmark
              • Record: found
              • Abstract: found
              • Article: not found
              Is Open Access

              Absenteísmo de trabalhadores de enfermagem em um hospital universitário

              Objetivando identificar os índice de absenteísmo-doença entre os trabalhadores de enfermagem do hospital universitário, foi realizado um levantamento das faltas por licença-saúde registradas durante doze meses e calculado o índice de freqüência e a porcentagem de tempo perdido. Os dados foram coletados através de consulta documental aos registros do departamento pessoal da instituição estudada e transcritos em um protocolo. Diante dos resultados obtidos, constatou-se que o maior índice de freqüência ocorreu na Pediatria (If=0,35) e a porcentagem de tempo perdido de trabalho ocorreu no Pronto Atendimento (Tp=4,19). Concluiu-se que os índices de absenteísmo-doença entre os trabalhadores apresentam-se elevados, indicando a necessidade de criação de um banco de dados para otimizar o registro das faltas, facilitar seu controle e possibilitar futuras pesquisas.
                Bookmark

                Author and article information

                Journal
                rbso
                Revista Brasileira de Saúde Ocupacional
                Rev. bras. saúde ocup.
                Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho - FUNDACENTRO (São Paulo, SP, Brazil )
                0303-7657
                2317-6369
                June 2010
                : 35
                : 121
                : 148-156
                Affiliations
                [02] Canoas RS orgnameUniversidade Luterana do Brasil orgdiv1Pós-Graduação em Saúde Coletiva
                [01] Canoas RS orgnameUniversidade Luterana do Brasil
                Article
                S0303-76572010000100016 S0303-7657(10)03512116
                10.1590/S0303-76572010000100016
                147bc25c-19f7-4cec-a537-ca39066262f4

                This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

                History
                : 29 May 2009
                : 08 December 2009
                : 17 December 2009
                Page count
                Figures: 0, Tables: 0, Equations: 0, References: 32, Pages: 9
                Product

                SciELO Brazil

                Categories
                Tema Livre

                illness absenteeism,public management,administração pública,occupational health,saúde ocupacional,absentismo-doença,saúde do trabalhador,worker's health,servidor público,civil servants

                Comments

                Comment on this article