Blog
About

  • Record: found
  • Abstract: found
  • Article: found
Is Open Access

Qual a importância da violência contra mulheres na Revista Portuguesa de Saúde Pública? Translated title: What is the importance of violence against women in the Portuguese Journal of Public Health?

Read this article at

Bookmark
      There is no author summary for this article yet. Authors can add summaries to their articles on ScienceOpen to make them more accessible to a non-specialist audience.

      Abstract

      Objectivo: Em Portugal, desde a década de 1990, diversas iniciativas vêm sendo adoptadas a fim de lidar com o problema da violência contra mulheres, o qual é reconhecido pela OMS e outras organizações internacionais como um grave problema de saúde pública. As fontes oficiais de informação confirmam um aumento no registo de casos, facto que representa, mais do que um aumento na incidência, uma maior visibilidade do fenómeno. Considerando a Revista Portuguesa de Saúde Pública (RPSP) como a publicação mais importante de sua especialidade no contexto nacional, o estudo pretende mapear os discursos circulantes na RPSP sobre a violência contra mulheres. Tipo de estudo: Observacional, transversal e exploratório. Universo: Todas as edições da Revista Portuguesa de Saúde Pública disponíveis no sítio informático da Revista, na altura do estudo (Outubro de 2007), o que corresponde ao período compreendido entre os anos 2000 e 2007, totalizando 19 edições e 169 artigos. Metodologia: Revisão sistemática de todos os artigos da RPSP quanto à presença ou ausência do descritor «violência», efectuada através da ferramenta «localizar» do programa Adobe Acrobate Reader. Para a análise dos dados e discussão dos resultados, foram utilizadas a Análise Temática e a Análise Crítica de Discurso. Resultados: Dentre todos os artigos analisados (169), em apenas 24 (14,2%) foi encontrado o descritor «violência». Todavia, nenhum destes abordava a violência doméstica, seja praticada contra mulheres, crianças ou idosos. Conclusões: O estudo constatou que, apesar de utilizarem a palavra «violência», nenhum artigo da RPSP abordou a violência vivida por mulheres no contexto de relacionamentos íntimos e, tampouco, aquela praticada no contexto doméstico contra crianças, adolescentes, idosos ou pessoas portadoras de deficiências. Tal constatação nos leva a concluir que a violência doméstica/familiar não tem sido considerada como um problema de Saúde Pública na Revista Portuguesa de Saúde Pública, apesar das diversas orientações da OMS a este respeito e, mesmo, de normativas nacionais (tal como o Plano Nacional de Saúde 2004-2010 ou os três Planos Nacionais contra a Violência Doméstica). Encerramos com algumas indicações de possibilidades para que, no futuro, a violência contra mulheres seja integrada às reflexões da Saúde Pública portuguesa.

      Translated abstract

      Objective: In Portugal, since the 90’s, many initiatives are been adopted to deal with the problem of violence against women, which is recognized by WHO and others international institutions as a serious public health problem. Official sources of information confirm an increase in the number of cases registered, which represents, more than an incidence increase, a bigger visibility to the phenomena. Considering the Portuguese Journal of Public Health (RPSP) as the most important publication in its field in the national context, the study aims to analyze circulating discourses about violence against women in RPCG. Design: Observational, transversal, and exploratory study. Universe: All editions of RPSP available at the time of the study (October, 2007), which means editions between 2000 and 2007 inclusive. Methodology: Systematic review of all articles of the RPSP about the presence or absence of the «violence» descriptor. The review was conducted by the use of the «search» tool of Adobe Acrobat Reader informatics program. Thematic Analysis and Critical Discourse Analyses are used to analyze and discuss the results. Results: In all articles analyzed (169), only 24 (14,2%) had «violence» descriptors. However, none of these focused on domestic violence, either against women, children, or elderly people. Conclusions: The study shows that, in spite of the use of the world «violence», no articles of the RPSP focus on intimate partner violence against women or on violence against children, teenagers, elderly or people with deficiency. We concluded that domestic/family violence has not been recognized as a Public Health problem in the Portuguese Journal of Public Health, in spite of all WHO orientations about this besides national rules (such as the «National Health Plan 2004-2010» or the three «National Plan Against Domestic Violence»). We finished with some indications about how violence against women could be integrated in the reflections of the Portuguese Public Health field in the future.

      Related collections

      Most cited references 37

      • Record: found
      • Abstract: found
      • Article: found
      Is Open Access

      Evolução da pesquisa epidemiológica em atividade física no Brasil: revisão sistemática

      OBJETIVO: Descrever a evolução da pesquisa epidemiológica em atividade física no Brasil. MÉTODOS: Revisão sistemática da literatura, realizada em bases de dados eletrônicas (Medline/PubMed, Lilacs, Ovid, Science Direct, BioMed Central e High Wire), em periódicos nacionais não indexados, por busca específica por autores e contato com pesquisadores. A seleção dos artigos teve como critérios de inclusão: amostra representativa de alguma população definida; tamanho da amostra de pelo menos 500 indivíduos; coleta de dados realizada no Brasil; mensuração de atividade física e relato dos resultados com base nessa variável. RESULTADOS: Foram incluídos 42 estudos. O primeiro artigo foi publicado em 1990, observando-se tendência de aumento de publicações a partir de 2000. Foi detectada disparidade regional nas publicações, com concentração de estudos nas regiões Sudeste e Sul. A maioria dos estudos (93%) utilizou questionários como instrumentos de pesquisa, cujos conteúdos variaram, assim como as definições operacionais de sedentarismo, dificultando a comparação dos resultados. CONCLUSÕES: Embora a literatura em epidemiologia da atividade física venha crescendo quantitativamente no Brasil, limitações metodológicas dificultam a comparação entre os estudos, tornando a padronização de instrumentos e definições essenciais para o avanço científico da área.
        Bookmark
        • Record: found
        • Abstract: found
        • Article: found
        Is Open Access

        The inclusion of violence in the health agenda: historical trajectory

        In this article, I seek to provide a systematic record of the historical trajectory of the inclusion of accidents and violence as a legitimate issue of the health area. It will be shown that the process is not concluded, and that it is going on under the pressure of actors and by force of the circumstances. In the beginning, the issue finds a restricted space in the health agenda through the concepts "accidents, injuries and traumas". Since the second half of the 20th century, the rights of different social subjects are incorporated, ranging from observation and notification of violent acts against children, women, the elderly, to the discussion of social violence in its broadest sense, affecting the health of populations. In Brazil, this doubtlessly slow and intermittent process shows some attempts and a pioneer action of the Ministry of Health, carried out in cooperation with and under pressure of social, academic and professional movements: a diagnosis of morbidity and mortality from all kinds of violence, documenting a national policy towards reduction of accidents and violence on national level.
          Bookmark
          • Record: found
          • Abstract: not found
          • Article: not found

          Saúde mental

           MA Nunes,  J Nunes (2013)
            Bookmark

            Author and article information

            Affiliations
            orgnameUniversidade do Minho orgdiv1Instituto de Educação e Psicologia
            orgnamePrefeitura Municipal de Porto Alegre Brasil
            orgnameFundação de Assistência Social e Cidadania (FASC)
            Contributors
            Role: ND
            Role: ND
            Journal
            rpsp
            Revista Portuguesa de Saúde Pública
            Rev. Port. Sau. Pub.
            Escola Nacional de Saúde Pública (Lisboa, , Portugal )
            0870-9025
            2010
            : 28
            : 1
            : 57-65
            S0870-90252010000100007

            This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

            Counts
            Figures: 0, Tables: 0, Equations: 0, References: 32, Pages: 9
            Product
            Product Information: SciELO Portugal

            Comments

            Comment on this article