36
views
0
recommends
+1 Recommend
1 collections
    0
    shares
      • Record: found
      • Abstract: found
      • Article: found
      Is Open Access

      Inquéritos domiciliares de saúde: potencialidades e desafios Translated title: Health household surveys: potentials and challenges

      research-article

      Read this article at

      Bookmark
          There is no author summary for this article yet. Authors can add summaries to their articles on ScienceOpen to make them more accessible to a non-specialist audience.

          Abstract

          É apresentada uma síntese do desenvolvimento das medidas de estado de saúde de populações e do reconhecimento da necessidade de inquéritos populacionais periódicos para a geração dos novos indicadores. Traça-se um breve histórico sobre o desenvolvimento dos inquéritos, apontando conjunturas favoráveis no Brasil para o estabelecimento de uma matriz de diferentes modalidades de inquéritos que passem a integrar de forma consistente o sistema de informação em saúde do país. Destacam-se algumas questões metodológicas relativas aos inquéritos e aponta-se o acúmulo de investimento já feito no país em validação e avaliação de instrumentos e escalas e em desenhos amostrais, entre outros aspectos. É enfatizado que a monitorização da equidade em saúde deve ser uma atribuição central dos inquéritos nacionais, considerando o patamar prevalente de concentração da renda, o que implica um conjunto de definições e escolhas de variáveis e indicadores. Ressalta-se que as linhas de pesquisa relativas aos inquéritos e à sua aplicação na análise das desigualdades em saúde podem constituir espaços significativos para o desenvolvimento de teorias epidemiológicas e de uma prática afinada com o campo da Saúde Coletiva.

          Translated abstract

          This paper presents a short description of the development of measures for population health conditions, focusing on the recognition of periodic population surveys to provide new indicators. It also provides brief history of the development of population surveys, and points out some favorable conjunctures in Brazil for establishing a matrix of several types of surveys that could consistently integrate the Brazilian Health Information System. Several methodological issues related to the development of surveys are discussed, and the investments already made in the validation and evaluation of tools, scales, and sample design are stressed. Considering the existence of high concentration of wealth, health equality surveillance is emphasized as a central responsibility of nationwide surveys, which calls for the definition of variables and indicators. This paper highlights that research lines related to surveys and health inequality may establish significant spaces for the development of epidemiological theories and a more integral practice in the Collective Health arena.

          Related collections

          Most cited references75

          • Record: found
          • Abstract: not found
          • Article: not found

          Validation of a combined comorbidity index

            Bookmark
            • Record: found
            • Abstract: not found
            • Article: not found

            Theories for social epidemiology in the 21st century: an ecosocial perspective.

              Bookmark
              • Record: found
              • Abstract: found
              • Article: found
              Is Open Access

              Validade de constructo de escala de apoio social do Medical Outcomes Study adaptada para o português no Estudo Pró-Saúde

              Este artigo verifica a validade de constructo da escala de apoio social utilizada em um estudo de coorte de trabalhadores de uma universidade no Rio de Janeiro, Brasil (Estudo Pró-Saúde). Os dados foram obtidos na primeira etapa do estudo, realizada em 1999, na qual 4.030 funcionários técnico-administrativos completaram, no ambiente de trabalho, um questionário multidimensional e autopreenchível. Associações entre as dimensões de apoio social e características sócio-demográficas, relacionadas à saúde e ao bem-estar, foram avaliadas. Por meio da análise fatorial, foi possível discriminar três dimensões de apoio: interação social positiva/apoio afetivo; apoio emocional/de informação; e apoio material. Foram confirmadas as hipóteses de que indivíduos menos solitários, com melhor estado de saúde auto-referido, com relato de participação mais freqüente em atividades sociais em grupo e sem suspeição para transtornos mentais comuns teriam maior percepção de apoio social. Conclui-se que há evidências de que o instrumento apresenta validade de constructo, indicando-se sua utilização em análises futuras, no âmbito do Estudo Pró-Saúde e em populações similares.
                Bookmark

                Author and article information

                Journal
                rbepid
                Revista Brasileira de Epidemiologia
                Rev. bras. epidemiol.
                Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Rio de Janeiro, RJ, Brazil )
                1415-790X
                1980-5497
                May 2008
                : 11
                : suppl 1
                : 6-19
                Affiliations
                [01] orgnameUNICAMP orgdiv1FCM orgdiv2Departamento de Medicina Preventiva e Social
                Article
                S1415-790X2008000500002 S1415-790X(08)01100002
                651e9549-4d5f-449f-a978-c47b52f17555

                This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

                History
                Page count
                Figures: 0, Tables: 0, Equations: 0, References: 70, Pages: 14
                Product

                SciELO Brazil

                Self URI: Texto completo somente em PDF (PT)
                Categories
                Artigos

                Health information system,Social inequalities in health,Health status indicators,Household interview surveys,Desigualdades sociais em saúde,Sistema de informação de saúde,Indicadores de estado de saúde,Inquéritos domiciliares de saúde

                Comments

                Comment on this article

                Similar content549

                Cited by41

                Most referenced authors1,047