12
views
0
recommends
+1 Recommend
1 collections
    0
    shares
      • Record: found
      • Abstract: found
      • Article: found
      Is Open Access

      O Pensamento de Fronteira de Carolina Maria de Jesus Translated title: Carolina Maria de Jesus’ Border Thinking Translated title: El Pensamiento de frontera de Carolina Maria de Jesus

      research-article

      Read this article at

      Bookmark
          There is no author summary for this article yet. Authors can add summaries to their articles on ScienceOpen to make them more accessible to a non-specialist audience.

          Abstract

          Resumo Este texto tem como objetivo refletir a respeito da pretensa universalidade do conhecimento, discutindo o modo como explicações eurocêntricas sobre o mundo acabam por orientar nossa produção acadêmica. Parte-se da ideia de que a colonialidade epistemológica, ao designar aquelas(es) que teriam direito de produzir teorias, acaba por criar uma série de não existências o que, em última instância, leva ao desperdício de experiências. A partir do conceito de pensamento de fronteira, desenvolvido pela perspectiva decolonial, trago a obra da escritora Carolina Maria de Jesus para discutir a possibilidade de se pensar a realidade a partir da ferida aberta pela diferença colonial. Com suas narrativas, Carolina permite que se compreenda que o conhecimento é gerado a partir de uma geopolítica que procura excluir algumas vozes e que, a despeito de incontáveis estratégias de subalternização, essas vozes teimam em resistir. Deseja-se aqui desempalidecer epistemes e produzir olhares “outros” para a produção de conhecimento em psicologia social.

          Translated abstract

          Abstract This text reflects on the alleged universality of knowledge, discussing the way Eurocentric explanations of the world end up guiding our academic production. It is assumed that epistemological coloniality, by designating those who have the right to produce theories, creates a series of nonexistences that ultimately lead to waste of experiences. Based on the concept of border thinking developed by the decolonial perspective, I discuss the work of the writer Carolina Maria de Jesus and the possibility of thinking about reality according to the wound opened by colonial difference. Through her narratives, Carolina allows us to comprehend that knowledge is generated from geopolitics that tries to exclude some voices and that, despite countless strategies for subalternation, those voices insist on resisting. This paper should thus serve to depart from epistemes and to produce “other” perspectives for the production of knowledge in social psychology.

          Translated abstract

          Resumen Este texto tiene como objetivo reflexionar sobre la pretendida universalidad del conocimiento, discutiendo cómo explicaciones eurocéntricas sobre el mundo acaban por orientar nuestra producción académica. Se parte de la idea de que la colonialidad epistemológica, al designar aquellas que tendrían derecho a producir teorías, acaba por crear una serie de no-existencias, lo que, en última instancia, lleva al desperdicio de experiencias. A partir del concepto de pensamiento de frontera, desarrollado por la perspectiva decolonial, utilizo la obra de la escritora Carolina Maria de Jesus para discutir la posibilidad de pensar la realidad a partir de la herida abierta por la diferencia colonial. Las narrativas de Carolina permiten comprender que el conocimiento es generado a partir de una geopolítica que busca excluir algunas voces y que, a pesar de incontables estrategias de subalternización, esas voces resisten. Se busca aquí desempalidecer epistemes y producir “otras” miradas para la producción de conocimiento en psicología social.

          Related collections

          Most cited references37

          • Record: found
          • Abstract: found
          • Article: found
          Is Open Access

          Racismo institucional e saúde da população negra

          Resumo A saúde da mulher negra não é uma área de conhecimento ou um campo relevante nas Ciências da Saúde. É inexpressiva a produção de conhecimento cientifico nessa área e o tema não participa do currículo dos diferentes cursos de graduação e pós-graduação em saúde, com raríssimas exceções. Trata-se de assunto vago que, na maior parte dos casos, é ignorado pela maioria de pesquisadoras e pesquisadores, estudantes e profissionais de saúde no Brasil. Este trabalho pretende apresentar algumas informações acerca dos processos de formulação desse campo conceitual a partir das demandas dos movimentos sociais organizados e das formulações de especialistas. Tais informações serão apresentadas com o objetivo de subsidiar pesquisas e contribuir para a formulação e gestão de políticas públicas adequadas às necessidades expressas nos indicadores sociais e de saúde das mulheres negras brasileiras.
            Bookmark
            • Record: found
            • Abstract: not found
            • Article: not found

            A centralidade da cultura: notas sobre as revoluções culturais no nosso tempo

              Bookmark
              • Record: found
              • Abstract: not found
              • Article: not found

              A categoria político-cultural de amefricanidade

                Bookmark

                Author and article information

                Journal
                pcp
                Psicologia: ciência e profissão
                Psicol. cienc. prof.
                Conselho Federal de Psicologia (Brasília, DF, Brazil )
                1414-9893
                2020
                : 40
                : e212106
                Affiliations
                [1] orgnameUniversidade Federal de Alagoas Brazil
                Article
                S1414-98932020000100141 S1414-9893(20)04000000141
                10.1590/1982-3703003212106
                9eaf8dec-d0da-460b-a468-186131a67410

                http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

                History
                : 17 August 2018
                : 08 May 2019
                Page count
                Figures: 0, Tables: 0, Equations: 0, References: 37, Pages: 0
                Product

                SciELO Brazil

                Categories
                Artigos

                Psychosocial Interventions,Carolina Maria de Jesus,Coloniality,Colonialidade,Colonialidad,Feminisms,Feminismos,Intervenções Psicossociais,Intervenciones Psicosociales

                Comments

                Comment on this article