Blog
About

7
views
0
recommends
+1 Recommend
1 collections
    0
    shares
      • Record: found
      • Abstract: found
      • Article: found
      Is Open Access

      Ferns and lycophytes from Serra dos Carajás, an Eastern Amazonian mountain range

      Read this article at

      ScienceOpenPublisher
      Bookmark
          There is no author summary for this article yet. Authors can add summaries to their articles on ScienceOpen to make them more accessible to a non-specialist audience.

          Abstract

          Abstract In the state of Pará (Brazil), until the beginning of last decade little was known about the composition of the fern and lycophyte flora. The ferruginous mountains of Carajás are located in Southeastern Pará, mostly inserted in the Floresta Nacional de Carajás. The objective of this work is to present a complete and updated list of fern and lycophyte species occurring in all vegetation types from Carajás ferruginous mountains as a contribution to the knowledge of these plant groups from the Brazilian Amazon. The species list was based on specimens collected between 2007 and 2013. About 1068 specimens deposited in the BHCB Herbarium were studied. A total of 186 species of pteridophytes were recorded, 175 species of ferns distributed in 22 families and 68 genera, and 11 species of lycophytes distributed in three families and four genera. The fern and lycophyte flora of Serra dos Carajás region corresponds to 64% of the Pará state flora of these groups and 34% of the Brazilian Amazon fern and lycophyte flora. Seven taxa are presented as new records for Pará state: Asplenium abscissum, A. otites, A. praemorsum, Blechnum lanceola, Elaphoglossum minutum, Doryopteris collina, and Hemionitis tomentosa. Three species are endemic to Serra dos Carajás, Isoetes cangae, I. serracarajensis, and Selaginella stomatoloma.

          Translated abstract

          Resumo No estado do Pará (Brasil), até o início da última década pouco se sabia sobre a composição da pteridoflora. As serras ferruginosas de Carajás estão localizadas na região sudeste do Estado, em sua maior parte inseridas na Floresta Nacional de Carajás. O objetivo deste trabalho é apresentar uma listagem completa e atualizada das espécies de samambaias e licófitas ocorrentes em todas as formações vegetacionais das serras ferruginosas da região de Carajás como uma contribuição ao conhecimento da pteridoflora da Amazônia Brasileira. A listagem de espécies foi elaborada com base nos espécimes coletados entre 2007 e 2013 durante expedições botânicas. Foram estudados cerca de 1068 espécimes que estão depositados no herbário BHCB. Foram registradas 175 espécies de samambaias distribuídas em 22 famílias e 68 gêneros, e 11 espécies de licófitas, distribuídas em três famílias e quatro gêneros. A pteridoflora da região de Carajás corresponde a 64% da flora de samambaias e licófitas do Pará e a 34% da pteridoflora da Amazônia Brasileira. Sete táxons são apresentados como novos registros para o estado do Pará: Asplenium abscissum, A. otites, A. praemorsum, Blechnum lanceola, Elaphoglossum minutum, Doryopteris collina e Hemionitis tomentosa. Três espécies são endêmicas da região de Carajás, Isoetes cangae, Isoetes serracarajensis e Selaginella stomatoloma.

          Related collections

          Most cited references 57

          • Record: found
          • Abstract: not found
          • Article: not found

          A community-derived classification for extant lycophytes and ferns

            Bookmark
            • Record: found
            • Abstract: found
            • Article: found
            Is Open Access

            Variação espacial e temporal da precipitação no Estado do Pará

            Estudos sobre a climatologia das precipitações no Estado do Pará são essenciais para o planejamento das atividades agrícolas. A variação da precipitação anual e sazonal no Estado do Pará foi analisada com base em séries históricas de 23 anos (1976-1998) de dados diários de chuva. A análise foi realizada para 31 localidades do Estado do Pará, sendo os resultados representados em mapas com a utilização de técnicas de sistemas de informações geográficas (SIG). A variabilidade da precipitação anual e sazonal foi caracterizada com base no coeficiente de variação e no índice de variabilidade interanual relativo. A variação desses coeficientes para a precipitação anual no Estado do Pará foi de 15 a 30%. As características mensais da estação chuvosa, em termos de início, fim e duração, foram determinadas utilizando-se o critério proposto por KASSAM (1979). A variação entre as datas de plantio precoces e tardias corresponderam aos decêndios identificados pelos dias julianos 309319 e 353363, respectivamente.
              Bookmark
              • Record: found
              • Abstract: not found
              • Article: not found
              Is Open Access

              Ten-Year Landsat Classification of Deforestation and Forest Degradation in the Brazilian Amazon

                Bookmark

                Author and article information

                Contributors
                Role: ND
                Role: ND
                Role: ND
                Journal
                rod
                Rodriguésia
                Rodriguésia
                Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro (Rio de Janeiro, RJ, Brazil )
                0370-6583
                2175-7860
                September 2018
                : 69
                : 3
                : 1417-1434
                Affiliations
                orgnameUniversité d’Avignon et des Pays de Vaucluse orgdiv1Institut Méditerranéen de Biodiversité et d’Ecologie France
                Santarém Pará orgnameUniversidade Federal do Oeste do Pará orgdiv1Herbário HSTM Brazil
                Belo Horizonte Minas Gerais orgnameUniversidade Federal de Minas Gerais Brazil
                Avignon orgnameUniversité d'Aix-Marseille orgdiv1IUT d’Avignon, AGROPARC France
                Article
                S2175-78602018000301417
                10.1590/2175-7860201869335

                This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

                Page count
                Figures: 0, Tables: 0, Equations: 0, References: 76, Pages: 18
                Product
                Product Information: SciELO Brazil

                Comments

                Comment on this article