3
views
0
recommends
+1 Recommend
1 collections
    0
    shares
      • Record: found
      • Abstract: found
      • Article: found
      Is Open Access

      Evaluation of Self-esteem in Nursing Teachers at Public and Private Universities Translated title: Avaliação da autoestima em docentes de enfermagem de universidades pública e privada Translated title: Evaluación de la autoestima en docentes de enfermería de universidades pública y privada

      research-article

      Read this article at

      Bookmark
          There is no author summary for this article yet. Authors can add summaries to their articles on ScienceOpen to make them more accessible to a non-specialist audience.

          Abstract

          The aim of this study was to evaluate the self-esteem of Nursing faculty in public and private universities and compare the measures presented by two groups of teachers. This descriptive, correlational, cross-sectional quantitative study was conducted with 71 teachers from two universities (public and private) from a municipality in the south of the State of Minas Gerais. After pilot testing and validation, A questionnaire and the Rosenberg Self-Esteem Scale were used. It was found that most teachers had high self-esteem, with no significant difference between the two groups. When the continuous scores on this scale were analyzed, there was a significant difference between universities, showing that the private university teachers had lower self-esteem scores. The Rosenberg Self-Esteem Scale showed high value for coefficient alpha. It was concluded that self-esteem was high predominantly in the studied teachers, but those from the private university had lower scores. These data may help institutions to reflect on the issue and invest in building healthy environments, with the worker/teacher of Nursing as the protagonist, which represents advancement in the knowledge of the subject in the field of Nursing.

          Translated abstract

          OBJETIVO: avaliar a autoestima em docentes de enfermagem de universidades pública e privada e comparar as medidas apresentadas pelos dois grupos de professores. MÉTODO: trata-se de pesquisa descritiva, correlacional, transversal, quantitativa, desenvolvida com 71 docentes de duas universidades (pública e privada) de um município do sul do Estado de Minas Gerais. Utilizaram-se um questionário, após validação e teste piloto, e a Escala de Autoestima de Rosenberg. RESULTADO: constatou-se que a maioria dos docentes apresentou autoestima alta, não havendo diferença significativa entre os dois grupos. Analisando-se os escores contínuos dessa escala, observou-se diferença significativa entre as universidades, mostrando que os docentes da universidade privada apresentaram escores mais baixos de autoestima. A Escala de Autoestima de Rosenberg apresentou valor alto de coeficiente alfa. CONCLUSÃO: a autoestima alta foi predominante nos professores estudados, mas os da universidade privada apresentaram escores mais baixos. Esses dados podem auxiliar as instituições a refletir sobre o assunto e investir na construção de ambientes saudáveis, tendo como protagonista o trabalhador/docente de enfermagem, representando avanços para o conhecimento da temática na área de enfermagem.

          Translated abstract

          OBJETIVO: evaluar la autoestima de profesores de Enfermería en universidades pública y privada y comparar las medidas presentadas por los dos grupos de profesores. MÉTODO: Se trata de una investigación descriptiva, correlacional, transversal, cuantitativa, desarrollada con 71 profesores de dos universidades (pública y privada) de un municipio en el sur del estado de Minas Gerais, Brasil. Se utilizó un cuestionario, tras prueba piloto y validación, y la Escala de Autoestima de Rosenberg. RESULTADO: Se encontró que la mayoría de los profesores tenía autoestima alta, sin diferencia significativa entre los dos grupos. Cuando se analizaron los resultados continuos en esta escala, fue encontrada una diferencia significativa entre las universidades, que muestra que los profesores universitarios privados tenían puntuaciones más bajas de autoestima. La Escala de Autoestima de Rosenberg mostró un alto coeficiente alfa. CONCLUSIÓN: La autoestima alta predominó entre los profesores estudiados, pero aquellos de la universidad privada tuvieron puntuaciones más bajas. Estos datos pueden ayudar a las instituciones a reflexionar sobre el tema e invertir en la construcción de entornos saludables, en que el trabajador/profesor de Enfermería sirva como protagonista, lo que representa avances para el conocimiento sobre el tema en el área de Enfermería.

          Related collections

          Most cited references25

          • Record: found
          • Abstract: not found
          • Article: not found

          Predicting teacher burnout over time: Effects of work stress, social support, and self-doubts on burnout and its consequences

            Bookmark
            • Record: found
            • Abstract: found
            • Article: found
            Is Open Access

            Trabalho e distúrbios psíquicos em professores da rede municipal de Vitória da Conquista, Bahia, Brasil

            Um estudo de corte transversal, com todos os professores da rede municipal de ensino de Vitória da Conquista, Bahia, Brasil, investigou a associação entre conteúdo do trabalho (demanda psicológica e controle sobre o trabalho) e a ocorrência de distúrbios psíquicos menores (DPM) entre professores. O Modelo Demanda-Controle, de Karasek, foi utilizado para avaliar o conteúdo do trabalho. Para mensuração dos distúrbios psíquicos menores utilizou-se o Self-Report Questionnaire-20. A prevalência de DPM foi de 55,9% entre os 808 professores estudados. A prevalência bruta de DPM mostrou associação positiva e significante com demanda psicológica e associação negativa e significante com controle sobre o trabalho. As prevalências de DPM foram mais elevadas em professores com trabalho em alta exigência, caracterizado por alta demanda e baixo controle (RP = 1,74; IC95%: 1,44-2,10) e naqueles em trabalho ativo, com alta demanda e alto controle (RP = 1,35; IC95%: 1,13-1,61) quando comparadas à dos professores em trabalho de baixa exigência (baixa demanda e alto controle), depois de ajuste para confundidores num modelo de regressão logística múltipla. Conclui-se que a saúde mental dos professores está fortemente associada ao conteúdo de seu trabalho.
              Bookmark
              • Record: found
              • Abstract: found
              • Article: found
              Is Open Access

              Condições de trabalho, qualidade de vida e disfonia entre docentes

              A disfonia limita o trabalho docente e compromete a qualidade de vida do professor. O presente trabalho investigou fatores associados à pior qualidade de vida relacionada à voz em 2.133 professoras da rede municipal de ensino fundamental de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. A qualidade de vida foi mensurada pelo Protocolo de Qualidade de Vida e Voz, um questionário internacional padronizado com dois domínios: sócio-emocional e físico. As professoras foram agrupadas segundo o escore final dos domínios, sendo o menor quartil definido como ponto de corte para uma pior qualidade de vida relacionada à voz. Menor criatividade no trabalho e relacionamento ruim com alunos estiveram associados com a pior qualidade de vida relacionada à voz em ambos os domínios. Transtorno mental (GHQ12 > 4) esteve associado somente ao domínio sócio-emocional, e ruído na sala de aula apenas ao componente físico. Os resultados indicam que a qualidade de vida é uma dimensão fundamental para analisar a disfonia no trabalho docente e que condições ruins de trabalho estão associadas a uma pior qualidade de vida relacionada à voz.
                Bookmark

                Author and article information

                Journal
                rlae
                Revista Latino-Americana de Enfermagem
                Rev. Latino-Am. Enfermagem
                Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo (, SP, Brazil )
                0104-1169
                1518-8345
                February 2013
                : 21
                : spe
                : 71-78
                Affiliations
                [02] orgnameUniversidade de São Paulo orgdiv1Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Brazil
                [01] orgnameUniversidade Federal de Alfenas orgdiv1Escola de Enfermagem Brazil
                Article
                S0104-11692013000700010 S0104-1169(13)02100010
                af3b581f-af4e-430f-a698-47c2f7fa985b

                This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

                History
                : 01 October 2012
                : 02 August 2012
                Page count
                Figures: 0, Tables: 0, Equations: 0, References: 25, Pages: 8
                Categories
                Original Articles

                Docentes de Enfermagem,Autoestima,Salud Laboral,Educación Superior,Universidades,Docentes de Enfermería,Saúde do Trabalhador,Educação Superior,Self-esteem,Occupational Health,Education Higher,Universities,Faculty Nursing

                Comments

                Comment on this article