Blog
About

3
views
0
recommends
+1 Recommend
1 collections
    0
    shares
      • Record: found
      • Abstract: found
      • Article: found
      Is Open Access

      Contribuições da Fonoaudiologia na inserção de pessoas com síndrome de Down no mercado de trabalho Translated title: Contributions of speech-language therapy to the integration of individuals with Down syndrome in the workplace

      Read this article at

      ScienceOpenPublisher
      Bookmark
          There is no author summary for this article yet. Authors can add summaries to their articles on ScienceOpen to make them more accessible to a non-specialist audience.

          Abstract

          RESUMO Objetivo Analisar as contribuições da Fonoaudiologia no processo de inserção no ambiente laboral de jovens com síndrome de Down (SD), tendo em vista sua profissionalização. Método Foi aplicado um questionário em oito alunos de graduação, que fazem parte de um projeto de extensão com pessoas com síndrome de Down, cinco mães das pessoas com SD e quatro funcionários da instituição onde são realizados os estágios. As temáticas exploradas nas questões envolviam aspectos da comunicação, comportamento, interação social, autonomia e independência dos estagiários com síndrome de Down. Os jovens participantes do projeto com SD, denominados estagiários, passaram a fazer parte da rotina de trabalho de cinco setores da universidade em que se realizou a pesquisa. O estudo se caracteriza como descritivo e transversal e os dados foram analisados quanti e qualitativamente, e foi aprovada pelo comitê de ética em pesquisa da instituição de origem. Resultados Segundo os dados pesquisados as habilidades de linguagem das pessoas com SD foram consideradas boas, no entanto as mesmas não estavam efetivas para o mercado de trabalho. Após a inserção em um ambiente de trabalho, foi visto que houve mudanças significativas tanto na comunicação como na autonomia dos sujeitos do estudo. Os mesmos, não são independentes, mas após o estágio também foram perceptíveis mudanças no comportamento social, bem como na sua autonomia. Conclusão Houve mudanças no comportamento social, maior uso da autonomia e ganhos na comunicação, contribuindo no empoderamento dos jovens com síndrome de Down.

          Translated abstract

          ABSTRACT Purpose To analyze the contributions of speech-language therapy in the integration of young individuals with Down syndrome (DS) into the workplace, with reference to their professionalization. Methods A questionnaire was distributed to eight undergraduate students (tutors) who participated in a project with individuals with DS, five mothers of individuals with DS, and five employees from the institution in which the present study was conducted. The questionnaire assessed the communication, memory, behavior, social interaction, autonomy and independence of the participants with DS, called “trainees”. The trainees were employed in one of five routine work sectors at the university that conducted the present study. The data collected in this descriptive and cross-sectional study were analyzed quantitatively and qualitatively. The Research Ethics Committee of the affiliated institute approved the project. Results Mothers and tutors rated the trainees’ language skills as “good”. However, their ratings differed from those of the participating employees. After the trainees with DS were placed in a work environment, significant changes were observed in their communication and autonomy. There was no improvement in the trainees’ independence, but after training noticeable changes were observed in their social behavior and autonomy. Conclusion Speech-language therapy during vocational training led to positive changes in the social behavior of individuals with DS, as evidenced by an increase in their autonomy and communication.

          Related collections

          Most cited references 18

          • Record: found
          • Abstract: found
          • Article: found
          Is Open Access

          Pessoa com deficiência intelectual: a nova "ralé" das organizações do trabalho

          Como a questão social é uma discussão atual nos estudos organizacionais, este artigo analisa a promoção da igualdade de oportunidade para trabalhadores com deficiência intelectual no contexto das organizações modernas, tomada do ponto de vista da racionalidade como orientadora das suas práticas. A análise faz-se com base na ação afirmativa, estabelecida em lei, que obriga as organizações do trabalho com mais de 100 funcionários a empregarem pessoas com deficiência, da definição de deficiência intelectual e das práticas de gestão de pessoas como promotoras dessa igualdade. Foram utilizados a metodologia qualitativa e o referencial da teoria de racionalidade. Os resultados mostram que as práticas de gestão desses trabalhadores têm como base a racionalidade instrumental. Finalmente, o artigo mostra que não há igualdade de oportunidade para essas pessoas no mercado de trabalho e que as práticas de recursos humanos precisam modificar-se para serem promotoras dessa igualdade.
            Bookmark
            • Record: found
            • Abstract: found
            • Article: found
            Is Open Access

            Proposta de articulação entre abordagens metodológicas para melhoria do processo de reabilitação profissional

            Este artigo discute as limitações do atual modelo de reinserção do programa de reabilitação profissional do INSS para o retorno do trabalhador afastado por acidente ou doença ocupacional. Estas limitações são discutidas em relação à avaliação parcial da incapacidade do trabalhador e à não consideração estruturada da relação homem-trabalho por ocasião do retorno do trabalhador ao seu local de trabalho. Propõe-se um modelo que utiliza a Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) como referência para os profissionais selecionarem avaliações de caráter biopsicossocial para classificação das potencialidades do trabalhador reabilitado e a Análise Ergonômica do Trabalho (AET) como abordagem para a adaptação dos locais de trabalho. O modelo da CIF considera que a incapacidade não é um atributo da pessoa, mas sim um conjunto de condições que resulta da interação pessoa-meio. A AET pressupõe a compreensão do trabalho nas suas dimensões física, cognitiva e organizacional, cuja análise é centrada na atividade real. Resulta desta proposta uma maior aproximação entre as exigências do trabalho e as potencialidades do trabalhador numa visão social do problema da reinserção.
              Bookmark
              • Record: found
              • Abstract: found
              • Article: found
              Is Open Access

              Os distúrbios fonoarticulatórios na síndrome de Down e a intervenção precoce

              TEMA: a criança com Síndrome de Down apresenta um atraso na aquisição e desenvolvimento dos aspectos fonoarticulatórios, atraso este, que tem sido atribuído a características físicas e ambientais que influenciam negativamente no processo de desenvolvimento. Caracterizar os aspectos fonoarticulatórios dos sujeitos com Síndrome de Down pode proporcionar uma melhor compreensão das alterações abordadas na reabilitação em suas diversas modalidades e contribuir na evolução terapêutica. Por esta razão decidiu-se focar com maior profundidade em um dos aspectos mais importantes da comunicação, a fonoarticulação. OBJETIVO: caracterizar as alterações fonoarticulatórias encontradas em indivíduos portadores da Síndrome de Down, por meio de uma revisão bibliográfica, enfocando a importância da intervenção precoce frente a tais circunstâncias. CONCLUSÃO: a falta de estimulação e o encaminhamento tardio irão interferir no desenvolvimento fonoarticulatório, assim, por meio da intervenção precoce, será possível a obtenção de melhores resultados, fazendo com que grandes problemas tornem-se alterações mínimas.
                Bookmark

                Author and article information

                Contributors
                Role: ND
                Role: ND
                Role: ND
                Role: ND
                Journal
                codas
                CoDAS
                CoDAS
                Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia (São Paulo, SP, Brazil )
                2317-1782
                March 2018
                : 30
                : 1
                Affiliations
                João Pessoa orgnameUniversidade Federal da Paraíba orgdiv1Departamento de Fonoaudiologia Brazil
                João Pessoa orgnameUniversidade Federal da Paraíba orgdiv1Programa de Pós-graduação em Linguística Brazil
                Article
                S2317-17822018000100308
                10.1590/2317-1782/20172016144

                This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

                Page count
                Figures: 0, Tables: 0, Equations: 0, References: 25, Pages: 0
                Product
                Product Information: website
                Categories
                Artigos Originais

                Comments

                Comment on this article