30
views
0
recommends
+1 Recommend
1 collections
    0
    shares
      • Record: found
      • Abstract: found
      • Article: found
      Is Open Access

      Influence of multiprofessional work on the production of care and access to primary health care Translated title: Influência do trabalho multiprofissional na produção do cuidado e acesso na atenção primária à saúde

      research-article

      Read this article at

      Bookmark
          There is no author summary for this article yet. Authors can add summaries to their articles on ScienceOpen to make them more accessible to a non-specialist audience.

          Abstract

          ABSTRACT Objective: to analyze how the work of four family health teams, in Brazilian Midwest and South regions, influences the capacity of the services in guaranteeing access. Methods: this is a descriptive study with a qualitative approach. Results: the results were systematized in nine elements, namely: (I) formation/ Knowledge of standards; (II) experience; (III) affinity of professionals with a particular theme, grievance or group of people; (IV) professional satisfaction; (V) workload; (VI) management and organization of the work process (VII) teamwork; (VIII) actions carried out with the participation of the community and; (IX) respect for the autonomy of people and different knowledge and cultures. Conclusion: the identified elements related to the individual issues, the organization of the service and the relationship and participation of the community in the actions of the health unit should be considered both in the training of new health workers and in the formulation of public policies.

          Translated abstract

          RESUMO Objetivo: analisar de que maneira o trabalho de quatro equipes de saúde da família, nas regiões Centro-oeste e Sul, influencia a capacidade dos serviços em assegurar acesso. Métodos: trata-se de um estudo descritivo com abordagem qualitativa. Resultados: os resultados foram sistematizados em nove elementos, a saber: (I) formação/domínio das normas; (II) experiência; (III) afinidade dos profissionais com determinado tema, agravo ou grupo de pessoas; (IV) satisfação profissional; (V) carga de trabalho; (VI) gestão e organização do processo de trabalho (VII) trabalho em equipe; (VIII) ações realizadas com a participação da comunidade e; (IX) respeito a autonomia das pessoas e aos diferentes saberes e culturas. Conclusão: os elementos identificados se relacionam às questões individuais, de organização do serviço e da relação e participação da comunidade nas ações da unidade. Os mesmos são inter-relacionados e devem ser considerados tanto na formação dos novos trabalhadores de saúde quanto na formulação das políticas públicas.

          Related collections

          Most cited references20

          • Record: found
          • Abstract: found
          • Article: found
          Is Open Access

          Um modelo de educação em saúde para o Programa Saúde da Família: pela integralidade da atenção e reorientação do modelo assistencial

          Partindo da concepção de que as políticas de saúde se materializam nos serviços, mediante as ações de atores sociais e suas práticas cotidianas, este ensaio tem o objetivo de refletir sobre as práticas de educação em saúde no contexto do Programa Saúde da Família (PSF). Pretende-se apreciar a assimilação do princípio da integralidade nessas práticas e, desta maneira, contribuir para o debate sobre os alcances e limites da estratégia do PSF para a reorientação do modelo assistencial a partir da atenção básica. Na conjuntura atual da política de saúde brasileira, o PSF tem desempenhado papel estratégico para a construção e consolidação do Sistema Único de Saúde (SUS). A partir de uma revisão histórica das práticas de educação em saúde e dos discursos sanitários a elas subjacentes, são reconstituídas as racionalidades determinantes de tais práticas. O modelo hegemônico de educação em saúde, em sua essência divergente do princípio da integralidade, é caracterizado e discutido em comparação a um modelo de práticas de educação em saúde emergente, denominado neste ensaio de modelo dialógico, cuja lógica manteria coerência com a integralidade da atenção.
            Bookmark
            • Record: found
            • Abstract: found
            • Article: found
            Is Open Access

            Acessibilidade aos serviços de saúde em um município do Estado da Bahia, Brasil, em gestão plena do sistema

            Com o objetivo de analisar a implantação de ações voltadas para a acessibilidade à atenção básica em um município da Bahia, Brasil, foi realizado estudo de caso único a partir de dois níveis de análise: organização do sistema e dos serviços. Os dados foram obtidos por intermédio de entrevistas semi-estruturadas, da observação das rotinas de atendimento e da análise documental. Das quatro unidades analisadas, três apresentaram nível intermediário de implantação de ações voltadas para a acessibilidade. As unidades de saúde da família tiveram melhor desempenho devido à presença de ações voltadas para o acolhimento e a referência a serviços especializados, porém apresentaram problemas para a marcação de consultas. Apesar do estabelecimento da atenção básica como porta de entrada ao sistema e da implantação da central de marcação de consultas especializadas, persistem barreiras organizacionais no município estudado. Recomenda-se a formulação de política específica para melhoria da acessibilidade voltada para a organização da oferta na perspectiva de mudança do modelo assistencial.
              Bookmark
              • Record: found
              • Abstract: found
              • Article: found
              Is Open Access

              Acesso, prática educativa e empoderamento de pacientes com doenças crônicas

              O Empoderamento é um processo pelo qual as pessoas adquirem o domínio sobre suas vidas, apreendendo conhecimento para tomar decisões acerca de sua saúde. Cada dia mais comuns, as doenças crônicas estão presentes no serviço de saúde, requerendo atenção dos profissionais de saúde e empoderamento dos acometidos por elas. Este estudo teve por objetivo analisar as percepções dos usuários com doenças crônicas, em acompanhamento na Estratégia Saúde da Família sobre o empoderamento. Tratou-se de uma pesquisa qualitativa na qual foram realizadas entrevistas abertas e observação sistemática. A análise dos dados se deu com a utilização do software NVIVO. Os usuários apontam a existência de algumas barreiras geográficas no acesso à saúde gerando fadiga e falta de estímulo, e ocasionando baixa continuidade do tratamento. Observou-se que a adesão e a prática do cuidado estão intimamente ligadas ao atendimento diferenciado, baseado na confiança e no respeito aos anseios dos usuários. Estes consideram a orientação e a educação em saúde como elementos principais para incentivar a prática do cuidado de si. Torna-se necessário reestruturar a conduta dos profissionais inseridos na Estratégia Saúde da Família, uma vez que tem como função a promoção da saúde, em uma lógica intersetorial e interdisciplinar.
                Bookmark

                Author and article information

                Contributors
                Role: ND
                Role: ND
                Role: ND
                Journal
                rcefac
                Revista CEFAC
                Rev. CEFAC
                ABRAMO Associação Brasileira de Motricidade Orofacial (São Paulo, SP, Brazil )
                1516-1846
                1982-0216
                May 2018
                : 20
                : 3
                : 342-352
                Affiliations
                [2] Brasília Distrito Federal orgnameUniversidade de Brasília Brazil
                [1] Florianópolis Santa Catarina orgnameUniversidade Federal de Santa Catarina Brazil
                Article
                S1516-18462018000300342
                10.1590/1982-0216201820319017
                fc87b431-58f9-48ed-ae4f-ed898644debf

                This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

                History
                : 19 December 2017
                : 24 April 2018
                Page count
                Figures: 0, Tables: 0, Equations: 0, References: 24, Pages: 11
                Product

                SciELO Brazil


                Family Health Strategy,Health Services,Acesso aos Serviços de Saúde,Atenção Primária à Saúde,Estratégia Saúde da Família,Serviços de Saúde,Health Services Accessibility,Primary Health Care

                Comments

                Comment on this article