Blog
About

5
views
0
recommends
+1 Recommend
1 collections
    0
    shares
      • Record: found
      • Abstract: found
      • Article: found
      Is Open Access

      Internal management contracts within the context of the Humanization Policy: experimenting with methodology within the reference frame of co-management Translated title: Contratos internos de gestión en el contexto de la Política de Humanización: experimentando una metodología en el referencial de la cogestión Translated title: Contratos internos de gestão no contexto da Política de Humanização: experimentando uma metodologia no referencial da cogestão

      Read this article at

      Bookmark
          There is no author summary for this article yet. Authors can add summaries to their articles on ScienceOpen to make them more accessible to a non-specialist audience.

          Abstract

          This paper describes the experience of implementing internal management contracts in a public hospital. These contracts were understood as tools within the context of co-management and, within the perspective of humanization, as interventions in healthcare and management practices. With this focus, the methodological lines of the collective construction of such contracts and the indicators for the implementation process are presented. Through the process of agreed targets and participative evaluation, the following results were observed: in addition to increasing the institutional efficiency and effectiveness, the effects unleashed through these tools revealed their potential for transforming the work relationships, promoting co-responsibility between subjects and teams, adding value to workers and forming commitment networks for improved care.

          Translated abstract

          En este artículo se describe la experiencia de implementación de contratos internos de gestión en un hospital público. Los contratos se entienden como dispositivos en el contexto de cogestión y en la perspectiva de Humanización como intervención en las prácticas de atención y gestión en salud. En este enfoque se presentan los ejes metodológicos de su construcción colectiva y los indicadores del proceso de implementación. Con el proceso de pactación de metas y evaluación participativa, se observan los siguientes resultados: además de aumentar eficiencia y eficacia institucional, los efectos desencadenados con tales dispositivos revelan su potencial de transformación de las relaciones de trabajo, promoción de co-responsabilización entre los sujetos/equipos, evaluación de los trabajadores y formación de redes de compromiso para mejoría de la atención.

          Translated abstract

          Neste artigo descreve-se a experiência de implementação de contratos internos de gestão em um hospital público. Os contratos são compreendidos como dispositivos no contexto da cogestão e na perspectiva da humanização como intervenção nas práticas de atenção e gestão em saúde. Nesse enfoque, apresentam-se os eixos metodológicos de sua construção coletiva e os indicadores do processo de implementação. Com o processo de pactuação de metas e avaliação participativa, observam-se os seguintes resultados: além de aumentar a eficiência e eficácia institucional, os efeitos desencadeados com esses dispositivos revelam seu potencial de transformação das relações de trabalho, promoção de corresponsabilização entre os sujeitos/equipes, valorização dos trabalhadores e formação de redes de compromisso para melhoria da atenção.

          Related collections

          Most cited references 18

          • Record: found
          • Abstract: found
          • Article: found
          Is Open Access

          Sujeito, intersubjetividade e práticas de saúde

           José Ayres (2001)
          Neste artigo se discute o conceito de sujeito utilizado nas práticas de saúde. Parte-se da tese de que a concepção de sujeito predominante no pensamento sanitário não está em sintonia com valores e pressupostos que orientam as principais propostas de renovação de conceitos e práticas de saúde na atualidade. Defende-se o caráter relacional, pragmático e reconstrutivo das identidades subjetivas, contra o caráter individualista, apriorístico e objetificado prevalente nas práticas do setor. Desdobra-se desta reflexão a defesa de transformações das práticas de saúde, com base em "giros" teórico-filosóficos, relacionados entre si: a) secundarização da idéia de sujeito em favor da idéia de contextos de intersubjetividade, na construção de categorias para o conhecimento e intervenção; b) subsunção do interesse pelo controle técnico das doenças na idéia mais abrangente de sucesso prático de projetos de felicidade humana, na definição das finalidades da intervenção; c) transformação do cuidado, na atitude orientadora do conjunto das ações voltadas para a saúde das pessoas.
            Bookmark
            • Record: found
            • Abstract: not found
            • Article: not found

            Um método para análise e cogestão de coletivos

              Bookmark
              • Record: found
              • Abstract: not found
              • Article: not found

              HumanizaSUS: documento base para gestores e trabalhadores do SUS

              (2008)
                Bookmark

                Author and article information

                Contributors
                Role: ND
                Role: ND
                Role: TR
                Journal
                icse
                Interface - Comunicação, Saúde, Educação
                Interface (Botucatu)
                UNESP (Botucatu )
                1807-5762
                2008
                : 4
                : se
                : 0
                Affiliations
                [1 ] Ministério da Saúde Brasil
                S1414-32832008000100033

                http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

                Product
                Product Information: SciELO Social Sciences
                Categories
                Education & Educational Research
                Public, Environmental & Occupational Health

                Comments

                Comment on this article