Blog
About

4
views
0
recommends
+1 Recommend
1 collections
    0
    shares
      • Record: found
      • Abstract: found
      • Article: found
      Is Open Access

      Ações de prevenção e combate aos incêndios florestais nas unidades de conservação estaduais do Espírito Santo Translated title: Actions of prevention and combat to forest fires in conservation units from Espirito Santo state, Brazil

      Read this article at

      ScienceOpenPublisher
      Bookmark
          There is no author summary for this article yet. Authors can add summaries to their articles on ScienceOpen to make them more accessible to a non-specialist audience.

          Abstract

          Foram avaliadas as condições para prevenção e combate dos incêndios nas Unidades de Conservação (UCs) Estaduais do Espírito Santo. Foram realizadas entrevistas com os gestores das 16 UCs e visitas às mesmas, para análise de documentos, relatórios e planos de manejo. Os incêndios foram caracterizados segundo os grupos de causas e ordenados pelas classes de tamanho: I (0-0,009 ha), II (0,1-4,0 ha), III (4,1-40,0 ha), IV (40,1-200,0 ha) e V (>200 ha). Os menores déficits de pessoal e equipamentos operacionais foram apresentados pelas Unidades de Uso Sustentável. No entanto, a efetividade de gestão das Unidades de Proteção Integral é maior, com uma infraestrutura e pessoal permanente atuando nas mesmas. A maior causa dos incêndios foi representada pela queima para limpeza (20%), sendo classificados como tamanhos II e III (25%). Apesar das limitações de pessoal e equipamentos operacionais, as UCs Estaduais possuem condições mínimas para ações de prevenção e combate dos incêndios.

          Translated abstract

          In this study, we evaluated the conditions for preventing and fighting forest fires in the Conservation Units (CU) of Espirito Santo state, Brazil. We visited the 16 existing CUs in the state. During these visits, we analyzed documents, reports and management plans and conducted interviews with the managers. The fires were characterized by main groups of causes and arranged according to size class: I (0-0.009 ha), II (0.1-4.0 ha), III (4.1-40.0 ha), IV (40.1-200.0 ha), and V (>200 ha). The Sustainable Use Units showed the lowest deficits of personnel and operating equipment; however, the management effectiveness of the Integral Protection Units is greater, presenting good infrastructure and permanent action of personnel. The major cause of fire was debris burning (20%) and the most common size classes were II and III (25%). Despite the limitations in personnel and operational equipment, the CUs hold the minimum conditions required for actions of prevention and combat to forest fires.

          Related collections

          Most cited references 21

          • Record: found
          • Abstract: not found
          • Article: not found

          The Brazilian Protected Areas Program*

           MARINA SILVA (2005)
            Bookmark
            • Record: found
            • Abstract: found
            • Article: found
            Is Open Access

            INCÊNDIOS FLORESTAIS NO PARQUE NACIONAL DA SERRA DA CANASTRA: DESAFIOS PARA A CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE

            RESUMO A ocorrência de grandes incêndios florestais em Unidades de Conservação no Brasil pode ser considerada uma grave ameaça para a conservação da biodiversidade e manutenção de processos ecológicos. A propensão ao fogo no Parque Nacional da Serra da Canastra (PNSC), localizado no sul de Minas Gerais, caracterizado pela predominância de vegetação de campos nativos, juntamente com uma cultura de centenas de anos de utilização incorreta de queimadas para manejo agropecuário na região, têm ocasionado incêndios de difícil controle. Esta pesquisa teve como objetivo avaliar as ocorrências de incêndios florestais no Parque Nacional da Serra da Canastra e fornecer subsídios para redução desses índices. Consideramos que esta avaliação deve ter a conservação da biodiversidade como elemento principal de discussão sobre a melhor forma de manejo de fogo para a Unidade de Conservação. A coleta de dados foi feita através da avaliação dos relatórios de ocorrência de incêndios florestais disponíveis na Unidade no período de 1987 a 2001 e visitas de campo. Os resultados mostraram que a maior parte das causas de incêndios no Parque Nacional da Serra da Canastra (50%) é de origem humana, apesar do grande número de incêndios causados por raios (44%). Entre as causas humanas, a maior parte é criminosa, originada por incendiários (47%). Há uma elevada concentração de incêndios causados por raios na estação chuvosa e transição seca-chuva e uma concentração de incêndios de causa humana durante a estação seca, principalmente entre junho e outubro. No entanto, os incêndios de raio normalmente queimam pequenas áreas (menores de 500 ha), enquanto que os de causa humana são mais catastróficos, atingindo áreas maiores. Para a redução dos incêndios florestais no interior do Parque, é fundamental o controle do fogo através de ações de prevenção, pouco disseminadas na região, principalmente através de educação ambiental e isolamento de combustíveis (aceiros).
              Bookmark
              • Record: found
              • Abstract: not found
              • Article: not found

              Perfil dos incêndios florestais no Brasil em áreas protegidas no período de 1998 a 2002

                Bookmark

                Author and article information

                Contributors
                Role: ND
                Role: ND
                Role: ND
                Role: ND
                Journal
                floram
                Floresta e Ambiente
                Floresta Ambient.
                Instituto de Florestas da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (Seropédica )
                2179-8087
                December 2013
                : 20
                : 4
                : 538-549
                Affiliations
                [1 ] Instituto Estadual de Meio Ambiente Brazil
                [2 ] Universidade Federal do Espírito Santo Brazil
                [3 ] Universidade Federal do Espírito Santo Brazil
                Article
                S2179-80872013000400012
                10.4322/floram.2013.036

                http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

                Product
                Product Information: SciELO Brazil
                Categories
                PLANT SCIENCES

                Comments

                Comment on this article