8
views
0
recommends
+1 Recommend
1 collections
    0
    shares
      • Record: found
      • Abstract: found
      • Article: found
      Is Open Access

      Spatial distribution of prenatal indicators in the State of Tocantins 2001 to 2015 Translated title: Distribuição espacial de indicadores do pré-natal no Estado do Tocantins de 2001 a 2015

      Read this article at

      Bookmark
          There is no author summary for this article yet. Authors can add summaries to their articles on ScienceOpen to make them more accessible to a non-specialist audience.

          Abstract

          Abstract Objectives: temporal-spatial analysis of prenatal indicators in the municipalities of the state of Tocantins based on the use of five-year intervals from 2001 to 2015. Methods: the indicators subject to analysis were: average prenatal care (APCPW), proportion of prenatal care in the first trimester (PPCFT) and proportion of pregnant women with vaccine on time (PWVT). Data from the DATASUS platform were used for spatialization of indicators through Thematic Maps, using the QGIS software. Results: indicators of proportion of prenatal care in the first trimester and proportion of pregnant women with vaccine on time showed gradual improvement in their indicators after 15 years of analysis, with values above 75% and 90%, respectively, showing compatibility with the current national scenario. However, APCPW has revealed that no municipality had more than 3 prenatal care visits within 15 years. Conclusions: among the indicators analyzed, the average of prenatal care, although it showed improvement in the 15-year interval, is the one with the greatest deficiency in the state and should therefore have a greater focus on primary care. Thus, it emphasizes the need to encourage the development of organized health systems and the use of specific policy actions to improve not only this indicator, but also the others, to improve prenatal quality.

          Translated abstract

          Resumo Objetivos: análise temporal e espacial de indicadores do pré-natal nos municípios do Estado do Tocantins, baseando-se na utilização de intervalos quinquenais dentro do período de 2001 a 2015. Métodos: os indicadores sujeitos a análise foram: média de atendimentos de pré-natal (MAPNG), proporção de pré-natal no primeiro trimestre (PGPNPT) e proporção de gestantes com vacina em dia (PGVD). Utilizaram-se dados da plataforma do DATASUS para espacia-lização dos indicadores mediante Mapas Temáticos, através do software QGIS. Resultados: os indicadores de início do pré-natal no primeiro trimestre e proporção de gestantes com vacina em dia exibiram melhora gradual no indicador após 15 anos de análise, com valores superiores a 75% e 90%, respectivamente, demostrando compatibilidade com o atual cenário nacional. Entretanto, a MAPNG revelou que nenhum munícipio apresentou atendimento superior a 3 no intervalo de 15 anos. Conclusões: dentre os indicadores analisados, a média de atendimentos de pré-natal, embora tenha apresentado melhora no intervalo de 15 anos, é o que apresenta maior deficiência no estado, devendo, portanto, possuir maior foco na atenção primária. Desse modo, enfatiza-se a necessidade de encorajar o desenvolvimento de sistemas de saúde organizados e emprego de ações políticas específicas que permitam a melhora de não apenas esse indi-cador, como também os demais, para melhoria da qualidade do pré-natal.

          Related collections

          Most cited references 18

          • Record: found
          • Abstract: found
          • Article: found
          Is Open Access

          Assistência pré-natal no Brasil

          O estudo tem por objetivo analisar a assistência pré-natal oferecida às gestantes usuárias de serviços de saúde públicos e/ou privados utilizando dados da pesquisa Nascer no Brasil, realizada em 2011 e 2012. As informações foram obtidas por meio de entrevista com a puérpera durante a internação hospitalar e dados do cartão de pré- natal. Os resultados mostram cobertura elevada da assistência pré-natal (98,7%) tendo 75,8% das mulheres iniciado o pré-natal antes da 16a semana gestacional e 73,1% compareceram a seis ou mais consultas. O pré-natal foi realizado, sobretudo, em unidades básicas (89,6%), públicas (74,6%), pelo mesmo profissional (88,4%), em sua maioria médicos (75,6%), e 96% receberam o cartão de pré-natal. Um quarto das gestantes foi considerado de risco. Do total das entrevistadas, apenas 58,7% foram orientadas sobre a maternidade de referência, e 16,2% procuraram mais de um serviço para a admissão para o parto. Desafios persistem para a melhoria da qualidade dessa assistência, com a realização de procedimentos efetivos para a redução de desfechos desfavoráveis.
            Bookmark
            • Record: found
            • Abstract: found
            • Article: found
            Is Open Access

            Avaliação da adequação da assistência pré-natal na rede SUS do Município do Rio de Janeiro, Brasil

            A persistência de desfechos perinatais negativos no Município do Rio de Janeiro, Brasil, sugere problemas na qualidade da assistência pré-natal. A última investigação realizada nessa cidade mostrou adequação de apenas 38% dessa assistência. O objetivo deste estudo é avaliar a adequação da assistência pré-natal na rede do SUS do Município do Rio de Janeiro. Foi realizado um estudo transversal, em 2007-2008, por meio de entrevistas com 2.422 gestantes em atendimento nos serviços de pré-natal de baixo risco. Para avaliação da adequação da assistência, foi utilizado o índice PHPN, com as recomendações do Programa de Humanização do Pré-natal e Nascimento, do Ministério da Saúde, e um índice PHPN ampliado, em que foram acrescentados procedimentos clinico-obstétricos, prescrição de sulfato ferroso suplementar e ações educativas. Foi encontrada adequação de 38,5% para o PHPN e 33,3% para o PHPN ampliado. Estratégias de ampliação da captação precoce das gestantes e melhor utilização dos contatos com os serviços para a realização de ações de atenção à saúde são prioritárias para a reversão desse quadro.
              Bookmark
              • Record: found
              • Abstract: found
              • Article: found
              Is Open Access

              Qualidade do processo da assistência pré-natal: unidades básicas de saúde e unidades de Estratégia Saúde da Família em município no Sul do Brasil

              O processo da atenção pré-natal em unidades básicas de saúde tradicionais (UBS) e unidades de Estratégia Saúde da Família (ESF) foi avaliado em Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil. Foram entrevistadas 795 puérperas que realizaram pré-natal nas UBS ou ESF. Utilizou-se quatro níveis de qualidade: nível 1 (índice de Kessner modificado por Takeda); nível 2, que adiciona ao nível 1 procedimentos clinico-obstétricos; nível 3, que acrescenta ao nível 1 exames laboratoriais; e nível 4, que considera todos os parâmetros anteriores. A atenção pré-natal realizada na ESF foi superior a das UBS em todos os níveis, com diferenças estatisticamente significativas nos níveis 1 e 2. As gestantes da ESF receberam mais orientações. A atenção pré-natal foi favorável à ESF, devendo ser melhorada em relação aos procedimentos e exames, a fim de aprimorar a assistência pré-natal e fortalecer a atenção primária à saúde.
                Bookmark

                Author and article information

                Contributors
                Role: ND
                Role: ND
                Role: ND
                Role: ND
                Journal
                rbsmi
                Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil
                Rev. Bras. Saude Mater. Infant.
                Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira (Recife, PR, Brazil )
                1519-3829
                1806-9304
                December 2019
                : 19
                : 4
                : 1023-1032
                Affiliations
                Palmas TO orgnameInstituto Tocantinense Presidente Antonio Carlos S/A Brasil
                Araguaína TO orgnameCentro Universitário Tocantinense Presidente Antônio Carlos Brasil patrick091979@ 123456hotmail.com
                Article
                S1519-38292019000401023 S1519-3829(19)01900401023
                10.1590/1806-93042019000400016

                This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

                Page count
                Figures: 0, Tables: 0, Equations: 0, References: 28, Pages: 10
                Product
                Product Information: website
                Categories
                Original Articles

                Comments

                Comment on this article