Blog
About

19
views
0
recommends
+1 Recommend
1 collections
    0
    shares
      • Record: found
      • Abstract: found
      • Article: found
      Is Open Access

      Dual crop coefficient of common bean in Tangará da Serra, Mato Grosso

      Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental

      Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG

      Phaseolus vulgaris, basal crop coefficient, evaporation coefficient, irrigation, coeficiente basal da cultura, coeficiente de evaporação, irrigação

      Read this article at

      Bookmark
          There is no author summary for this article yet. Authors can add summaries to their articles on ScienceOpen to make them more accessible to a non-specialist audience.

          Abstract

          ABSTRACT This study aimed to determine the dual crop coefficient of common bean ( Phaseolus vulgaris L.) for Tangará da Serra-MT, Brazil. The study used the FAO-56 dual kc method, dividing the kc into soil evaporation coefficient (ke), determined in microlysimeters, and basal crop coefficient (kcb), determined in weighing lysimeters. The study was conducted from July 10 (sowing) to October 6, 2014 (harvest), using the common bean cultivar 'BRS Estilo' and a sprinkler irrigation system with a coefficient of uniformity greater than 80%. The total rainfall and irrigation during the crop cycle (84 days) was 524.8 mm; the potential evapotranspiration (ETo) estimated for the period was 327.9 mm, whereas the crop evapotranspiration (ETc) accumulated during the cycle, determined in lysimeters, was equal to 477.5 mm. The kcb values determined for the initial, full development and final stages were 0.32, 1.10 and 0.81, respectively, while for ke, the respective values were 0.85, 0.40 and 0.53.

          Related collections

          Most cited references 30

          • Record: found
          • Abstract: not found
          • Article: not found

          Statistical Yearbook

          (2004)
            Bookmark
            • Record: found
            • Abstract: found
            • Article: found
            Is Open Access

            Distribuição das chuvas no município de Tangará da Serra, médio norte do estado de Mato Grosso, Brasil

            Pela grande importância em se conhecer a distribuição da precipitação pluviométrica no município de Tangará da Serra, Estado do Mato Grosso (lat. 14º37'55"S, long. 57º28'05"W e altitude de 488 m), por ser uma região de expressão agrícola, esse tipo de informação se torna indispensável para um planejamento adequado, uma maximização do potencial agrícola e uma otimização dos recursos hídricos. Nesse sentido, o objetivo do trabalho foi avaliar a variabilidade anual, mensal e decendial, quantificar o número de dias secos e chuvosos e a precipitação para diferentes níveis de probabilidade. Foram utilizados dados pluviométricos disponibilizados pela Agência Nacional de Águas (ANA), do período de janeiro de 1970 a dezembro de 2007, totalizando um histórico ininterrupto de 38 anos. O comportamento da precipitação em Tangará da Serra possui variações anuais e mensais, constituindo duas estações bem definidas, uma seca, de maio a setembro, e outra chuvosa, de outubro a abril. A variabilidade anual no período avaliado corresponde ao valor máximo de 2.861, mínimo de 1.404 e médio de 1.830 mm, respectivamente. A função gama incompleta expressa adequadamente a probabilidade de precipitação em Tangará da Serra, e as médias mensais de precipitação apresentam-se entre 40 e 50% de probabilidade para os meses chuvosos e entre 30 a 40% para os meses sem chuva. Pelos resultados, esse tipo de pesquisa auxilia na elaboração de projetos de irrigação para o município de Tangará da Serra no Estado de Mato Grosso, Brasil.
              Bookmark
              • Record: found
              • Abstract: found
              • Article: found
              Is Open Access

              Comparação entre métodos de estimativa da evapotranspiração de referência (ETo) na região Norte Fluminense, RJ

              Este estudo foi desenvolvido na Estação Evapotranspirométrica da UENF, instalada na área da Estação Experimental da PESAGRO-Rio, em Campos dos Goytacazes, RJ. Um lisímetro de pesagem com 6 m² de área, dotado de células de carga, foi instalado no centro de uma área de 900 m², cultivada com grama tipo Batatais (P. notatum L.). O objetivo deste estudo foi propor coeficientes de ajuste regional entre o método lisimétrico e os métodos de Penman-Monteith-FAO, Makkink, Linacre, Jensen-Haise, Hargreaves-Samani, Radiação Solar, Tanque Classe "A"e Atmômetro SEEI modificado para os períodos de 1, 3, 7 e 10 dias. Os resultados obtidos indicam que, com exceção do Atmômetro, todos os métodos avaliados atendem satisfatoriamente à estimativa da ETo na região Norte Fluminense do Estado do Rio de Janeiro, apresentando bons ajustamentos para períodos maiores que sete dias.
                Bookmark

                Author and article information

                Journal
                10.1590/1807-1929/agriambi.v20n5p455-460
                S1415-43662016000500455

                http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

                Comments

                Comment on this article